segunda-feira, 23 de setembro de 2013

AFINAL... QUEM SOU EU

Gostaria de ser uma luz na tua vida,
Uma luz bem reluzente, ali nos lados do forte,
Luz da cidade, aquela que sempre amei, e amo até à morte
Gostava de ser a luz, essa luz que ilumina, mas está ferida...

Mas sou apenas uma triste sombra embranquecida,
Que o destino duro e amargo deu ao mundo em sorte,
Impelido pela força da natureza divina, vivi no forte,
Esquecido no mundo, fiz o meu luto de esperança perdida!...

Sou aquele que passa na rua, mas baixo a "crista"...
Porém, sou mais um que vem para rever...
Tão linda e tão bela que é a Rua da Boa Vista.

Se calhar sou uma visão com quem alguém sonhou,
Que veio até cá para mais sonhos não ter,
E continua a procurar alguém que nunca encontrou!

F. Felizardo
Setembro 2013